EDIÇÕES

FLICT 2018

Em 25 de maio de 2018, no Mirante da Balaiada, aconteceu o lançamento da FLICT 2018, para apresentar Wilson Marques, autor homenageado, à comunidade, bem como para dar início às atividades da FLICT e XVI Feira Municipal de Literatura. Wilson Marques é caxiense, nasceu a 5 de agosto de 1962, reside em São Luís desde os primeiros meses de vida. Com formação na área de Jornalismo, tem mais de uma dezena de livros lançados. Em seguida, a SEMECT entregou às escolas municipais livros do referido escritor. Com o tema Entre crenças e lendas, a FLICT foi realizada no Complexo da Balaiada – espaço que envolve a Praça Duque de Caxias, O Memorial da Balaiada e o Mirante – de 24 a 28 de setembro de 2018. O evento contou com diversas atividades: biblioteca itinerante, exposições artísticas, lançamentos de livros, dança, teatro, desenhos ao vivo, shows musicais, livrarias etc. Passaram pela FLICT cerca de sessenta intelectuais, entre escritores e pesquisadores das cidades da Região dos Cocais e de outros municípios maranhenses e piauienses para lançamentos de livros e para os debates do Seminário Interdisciplinar Saberes dos Cocais. Na ocasião, aconteceram as apresentações das escolas da Rede Municipal e outras escolas convidadas na realização da XVI Feira Municipal de Literatura.

 

VÍDEOS RELACIONADOS:

 

FLICT 2019

Em 26 de abril de 2019, no auditório do Centro de Treinamento João Paulo II, houve o evento de abertura da II FLICT e da XVII Feira de Literatura Municipal, com uma noite de autógrafos com a escritora homenageada Sharlene Serra, autora da Coleção Incluir que foi composta, inicialmente, em 2010, por 4 livros: Olhando com Ritinha, Ouvindo com Vitória, Caminhando com Paulo e Aprendendo com Biel; A coleção foi acrescida, em 2018, do livro Interagindo com Lucas. No mesmo ano, lançou Diário Mágico – um segredo para contar. Após a abertura, A SEMECT realizou a entrega de livros da referida autora às escolas. Com o tema Do solidário ao literário, a FLICT foi realizada no período de 26 a 28 de setembro de 2019. Além dos eventos do ano anterior, entre outros, houve um acréscimo no número de expositores, a ampliação do espaço empresarial, com estandes padronizados. Contou-se com a presença de mais de cinquenta intelectuais, entre escritores e pesquisadores de Caxias e de outras cidades da Região dos Cocais e circunvizinhas.

VÍDEOS RELACIONADOS:

 

FLICT 2020

Conquanto o contexto tenha revelado adversidades e desafios, buscamos, como educadores, formas alternativas de continuar o nosso trabalho de leitura e produção textual, conforme as possibilidades diante do contexto de pandemia da Covid-19. Desse modo, propusemos que a Feira fosse reprogramada dentro das condições dispostas, tendo por base o trabalho proativo dos nossos docentes e discentes no sentido de buscar novas formas de ensinar, conhecer e aprender. Assim, surgiu a ideia de dar continuidade a algumas atividades da Feira por meio de um site para a realização da IV FLICT, com a temática Garantir os direitos da criança e do adolescente. Sem autores especificamente homenageados pela inviabilidade dos protocolos sanitários, os escritores Elizeu Arruda, Joseane Maia e Cleo Rolim, que seriam os homenageados, receberam menção honrosa.

Por meio do site da FLICT, entre outros trabalhos, foram exibidos vídeos com palestras e mesas-redondas do III Seminário Saberes dos Cocais e os trabalhos produzidos nas escolas durante as aulas remotas na XIX Feira Municipal de Literatura.

VÍDEOS RELACIONADOS:

 

FLICT 2021

Em 2021, refletindo acerca do período trágico e de todas as suas consequências, a proposta teria que ser algo que pudesse agenciar favoravelmente aos alunos e professores. Assim, um tema e um lema foram propostos. Poesia em tempos de pandemia – como tema – e Cuidados com o corpo, mente e emoções – como lema.

No que tange à XIX Feira Municipal de Literatura, mais um ano sem autores específicos homenageados, todos os debates e trabalhos, em torno do tema e lema, poderiam gerar oportunidade para se refletir acerca do ato de ler, sobre saberes próprios a cada nível de ensino escolar. Durante o processo de aulas remotas, o contato dos discentes com as mídias digitais se ampliaram. Contudo, o que é lido deve ser orientado para que, efetivamente, contribua com o crescimento intelectual e ético do leitor. Tornou-se, pois, premente, um trabalho orientado no sentido da formação da consciência leitora apropriada para enfrentar novos desafios. Logo, a proposta é que o ato de ler e a própria formação do leitor se tornem o ponto matricial das atividades da Feira Municipal de Literatura e IV FLICT.

VÍDEOS RELACIONADOS: